quinta-feira, dezembro 2, 2021
InícioViolência EscolarAluno atira em professora e se mata em São Caetano

Aluno atira em professora e se mata em São Caetano

O Aluno disse que queria dar um susto na Professora e os Psicólogos da Escola sabiam …

Uma brincadeira que deu errado e terminou em tragédia. Segundo as investigações, essa seria a lógica pelos dois tiros disparados pelo aluno D., de 10 anos, na Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, em São Caetano do Sul, no ABC paulista, na última quinta-feira.

Ele se matou após ferir a professora Rosileide Queiros de Oliveira, de 38 anos. A hipótese surgiu nesta segunda-feira, 26, depois que a delegada responsável pelo caso, Lucy Mastellini Fernandes, ouviu a diretora e uma orientadora do colégio.

No dia da tragédia, um dos colegas de classe de D. chegou em casa e pediu aos pais que voltassem com ele à escola, porque precisaria contar o que sabia. Ele foi recebido por uma das seis psicólogas que trabalham no local e explicou que D. havia comentado que pretendia dar um susto na professora e que tudo não passaria de uma brincadeira.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=J_ScagC1gNk[/youtube]

“Em seguida, com medo das consequências, ele teria dado cabo da própria vida. É uma informação que a gente toma, mas é preciso checar primeiro. Vamos confirmar com a psicóloga esse relato, saber de quem e o que ouviu exatamente”, afirma Lucy.

  • A Delegada de Polícia disse que a história foi contada pela diretora da escola, Márcia Gallo, durante o depoimento desta segunda, mas seria ainda “muito genérica”, sem os detalhes necessários para traçar uma linha de investigação.

Mesmo assim, Lucy diz que a versão parece razoável. “Seria a hipótese mais plausível, por se tratar de um bom menino, sem problema com a professora. Dá a impressão de que o tiro pode ter sido acidental.”

Também prestou depoimento a orientadora pedagógica Zeni Giraldi Mestre, que tinha pouco contato com o menino. A polícia recebeu nesta segunda imagens de três câmeras da escola, mas elas ainda não foram analisadas, segundo Lucy.

  • Depoimentos. Pelo menos oito pessoas prestarão depoimento nesta semana. Na tarde da terça-feira, a psicóloga e mais cinco alunos, incluindo o que teria contado sobre a brincadeira que deu errado, serão ouvidos pela delegada na própria escola. A intenção é evitar expor os quatro meninos e a menina ao ambiente da delegacia. Eles serão acompanhados por profissionais.

“Ele falou que ia matar a professora e se matar, senão o pai brigaria com ele”, disse D.A.S., de 10 anos, colega de sala do garoto. Ele diz que pouco antes do disparo, no recreio, brincou de pega-pega com D. Eles se conheciam havia dois anos. “Ele sentava na penúltima carteira da segunda fileira da sala. E era calado. Não disse por que atiraria.”

O garoto conta também que foi ao banheiro logo no início da aula de Português. Quando voltou à classe, encontrou D. no corredor, depois do primeiro tiro. “Eu falei ‘e aí, D.?’ e ele respondeu ‘e aí?’. Eu virei e escutei um barulho. Quando vi, ele estava caído na escada, já com sangue.”

V.K., de 1o anos, que cursou todo o ensino infantil com D., contou que ele sempre foi muito quieto. Ele também ouvira o boato sobre o disparo contra a professora. “O D. falou que ia matar e que estava com a arma. Mas ninguém acreditou. Ele era muito tranquilo”, disse V.

V. é da turma da sala vizinha à de D. e ouviu o barulho dos tiros. “A professora estava escrevendo na lousa e caminhou até a porta dizendo ‘ai, tá doendo, tá doendo’. A nossa professora colocou a gente na sala, trancou a porta e colocou mesas na frente.”

  • Histórico. Mais de 50 colegas de D. estiveram no enterro do menino, no Cemitério das Lágrimas, a 500 metros da escola. Pais e alunos relataram que este não foi o primeiro caso de violência no lugar, apesar de reconhecerem que trata-se de um colégio “disputado” e de bom ensino.

Em maio, vários alunos de 13 e 14 anos levaram bebidas alcoólicas para a sala. Em 2010, houve outros três casos: uma bomba caseira foi acendida em sala; um aluno de 9 anos foi ameaçado com um canivete por outro de 13; e um aluno de 14 teria levado para a escola um soco-inglês. F. Estadao.

 

Mineiros.com
Conhecida como "cidade saúde", acolhedora e em rápida evolução e crescimento, antigamente denominada a Princesinha do Sudoeste, Mineiros convida todos a uma visita para conhecer e investir nessa promissora cidade. Curta e contribua com o site enviando suas histórias, fotos e sugestões.
RELATED ARTICLES

Most Popular

Recent Comments

Walley Marlos Pereira on José Alves de Assis
Marisley Gomes Martins on José Alves de Assis
Pedro Nicomedes de Rezende on José Alves de Assis
Pedro Carlos Cunha on Dom Eric Deichman & Lavoura
Rildo Rodrigues de Oliveira on Martiniano José da Silva
Rizan Luiz Pereira on Mercadão Municipal de Mineiros
laurecy cabral de mello on Martin Doido
antonio elviro de rezende on Mercadão Municipal de Mineiros
Diomar Rodrigues da Silva on Cachoeiras e riachos belíssimos em Mineiros
claudionor ramos goes on Dom Eric Deichman & Lavoura
Lucinda Freese Alves on Martin Doido
Jailton Araujo on Martin Doido
gilzete on Martin Doido
elias on Martin Doido
NARA RÚBIA on Time dos Gordos – 1964
Vinícius de Queiroz Rezende on Mineiros de Antigamente – Praças
Solene Lopes de Oliveira on Mineiros de Antigamente – Praças
jeovargues b resende on Martin Doido
angela.aparecida.sabina dos santos on Martin Doido
Norma Ataídes Ferreira Mota. on Time dos Gordos – 1964
juraci alves de alcantara on Fundador de Mineiros
degleiber de oliveira on Time dos Gordos – 1964
Carlos |Alberto Flores Chaves on Mineiros de Antigamente – Prefeitura & Comiva
marcelo de oliveira sousa on Mineiros de Antigamente – Praças
WAGNER IRINEU SOUSA on Mineiros de Antigamente – Praças
valter machado costa on Martiniano José da Silva
eide araujo on Mineiros1941-7
Josias Dias da Costa on Mercadão Municipal de Mineiros
João Bosco Barbosa de Souza on Cachoeiras e riachos belíssimos em Mineiros
Ivan Ferreira Domingues on Mineiros de Antigamente – Fotos Aéreas
Mineiros.com on Fundador de Mineiros
silverio on Fundador de Mineiros
Josias Dias da Costa on Fundador de Mineiros
wesley martins da silva on Paulo Freire
jonnathan on Paulo Freire
Celino Alexandre Raposo on Paulo Freire
Nice on Paulo Freire
Rita de Cássia Martins Medeiros Costa on CAD – Cidadania com Amor e Disciplina
Maryland on Paulo Freire
ilcilene ferreira de sousa on A escola serve para que?
ilcilene ferreira de sousa on Mãe e Aluna sobre disciplina do CAD Tol. Zero
Marta Maria de Paula Aragão on CAD – Cidadania com Amor e Disciplina