Região Pinga-Fogo

0
4486

Uma grande atração turística situada a 50 km de Mineiros, GO, na Serra dos Caiapós, o local é um fantástico conjunto de serras, cortadas pelos rios Formiguinha, Diamantino Ribeirão Grande e Matrinchã. São muitas as veredas de buritis (Mauritia flexuosa) onde se originam diversas nascentes de águas cristalinas. A região é também o habitat de diversas espécies de animais como: queixadas, onça pintada e suçuarana, tucanos,  gaviões, tamanduás, antas, araras etc. Os mais comuns de se avistar são tamanduás, araras e tucanos. Os paredões de pedras e os buritis (Mauritia flexuosa) são locais de repouso e nidificação das araras.

Poço-Bonito (Região Pinga-Fogo)
Poço-Bonito (Região Pinga-Fogo)

Existem na região, pequenas propriedades rurais, tendo como fonte econômica a agricultura familiar e o turismo de base comunitária. Lugar propício para o ecoturismo que  pode ser feito por diversos públicos de todas as idades. Para o público mais aventureiro existem trilhas de até dois dias, podendo caminhar até os pontos mais altos da região. Para aqueles que querem maior tranquilidade, existem locais para contemplar, tomar banho em piscinas naturais de água cristalina e para quem adora uma boa imagem tem o safári fotográfico por toda região.

 A Chapada da Lua situada na região Pinga-Fogo a 50 km de Mineiros em uma reserva legal do assentamento do INCRA, denominado Serra das Araras, é um dos pontos mais visitados na região Pinga-Fogo. Um conjunto de formações rochosas escavadas nas pedras pela chuva, sol e vento, processo denominado Intemperismo deu origem à Chapada da Lua. Pode ser visitada em qualquer época do ano. Para entrar paga-se uma pequena taxa e são necessários guias.

Chapada da Lua (Região Pinga-Fogo)
Chapada da Lua (Região Pinga-Fogo)
Serra das Araras (Região Pinga-Fogo)
Serra das Araras (Região Pinga-Fogo)
Piscina Natural (Região Pinga-Fogo)
Piscina Natural (Região Pinga-Fogo)
Casa de Pedra do Zé-Sem-Capéu (Região Pinga-Fogo)
Casa de Pedra do Zé-Sem-Capéu (Região Pinga-Fogo)
Poço Bonito (Região Pinga-Fogo)
Poço Bonito (Região Pinga-Fogo)
Tamanduá Bandeira
Tamanduá Bandeira da região

A região é cortada por diversas estradas sinuosas em que o motorista pode se perder facilmente. Para visita-la é necessário contratar um guia em Mineiros para conhecer os atrativos que a região oferece.

O ideal para conhecer o Pinga-Fogo é que a pessoa fique de um a dois dias na região. No local ainda não existe nenhuma pousada , mas é possível pernoitar em barracas ou em quartos destinado para receber turista nas casas dos pequenos produtores rurais. O turista pode também pernoitar em um hotel na cidade de Portelândia, GO a 35 km ou em Mineiros, Go a 50 km. Refeições são servidas por pessoas especializadas porém não em restaurantes e sim em casas de pequenos produtores rurais. Como já foi citado,  é turismo de base comunitária, tornando uma fonte de renda sustentável. Lembrando que tudo deve ser agendado antes de ir para o local.

Ingresso para o Pinga-Fogo – VOUCHER

Para visitar o Pinga-Fogo é necessário portar o ingresso, um documento denominado VOUCHER, que deve ser emitido com antecedência por um dos CATs, guias turísticos ou Agências de Turismo existente nas cidades referidas.

Compartilhar
Nélio Silva Carrijo
Guia regional de Turismo (EMBRATUR), Monitor Ambiental do PNE – Parque Nacional das Emas, Propritário da Agência Trilhas do Cerrado - Telefone: (64) 9-99752400 - email: nelioguiatur@hotmail.com