Segundo entrevista da G1, a interdição da fábrica da BRF em nossa cidade, decorrência da Operação Carne Fraca, já dura quase 15 dias. Mais de trezentos mil perus que seriam abatidos na unidade deixaram de o ser e isso preocupa os funcionários bem como os comerciantes de Mineiros.

“Estou preocupado, pois tenho minhas contas para pagar e estou assim nessa dúvida”, afirmou o funcionário da BRF, José Ricardo Pereira.

A BRFoods em Mineiros dá empregos diretos e indiretos a quase 10 mil pessoas. Enquanto o futuro da empresa não é decidido, não são apenas os funcionários que temem possíveis demissões, pois os comerciantes da cidade dizem que já sentem o impacto na queda das vendas.

Em uma loja de celulares e aparelhos eletrônicos, a vendedora Thalya Souza conta que as vendas já caíram cerca de 40%:

“Por conta da possibilidade de não ter mais o emprego, as pessoas ficam com medo de comprar”, contou.

A vendedora Maria Aparecida Souza o movimento de clientes na loja de roupas que ela trabalha despencou. “As vendas deram uma parada boa da semana passada para cá. As pessoas estão com medo de comprar, pois não sabem como será o amanhã”, afirmou.

A interdição da fábrica também gera reflexos nas vendas dos produtores de milho da cidade, que vendem o produto antecipadamente para ser transformado em ração. Muitos dizem que ainda não conseguiram fechar os negócios. “Nessa mesma época do ano passado, em torno de 45% a 50% já tinha sido comercializada. Esse ano está em 5%, pois todos estão travados, com receio. As empresas esperam uma definição e está travado o mercado”, contou o produtor rural Marco Antônio Oliveira.

Prejuízo maior ainda é sentido pelas granjas do município, onde cerca de 300 perus em condições de abate seguem acumulados. Por dia, em média, 25 mil perus e 115 mil frangos eram abatidos na BRF.

Em nota, a BRF disse que ainda aguarda a autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para transportar os perus para a unidade de Uberlândia, em Minas Gerais. Já sobre frangos, a empresa obteve a autorização e eles foram transferidos para serem abatidos na unidade de Rio Verde.

Quanto aos 2.250 funcionários da fábrica de Mineiros, a empresa disse que vai garantir o pagamento integral dos salários e dos benefícios, independente do período de paralisação (Fonte, G1).

Compartilhar
Mineiros.com
Conhecida como "cidade saúde", acolhedora e em rápida evolução e crescimento, antigamente denominada a Princesinha do Sudoeste, Mineiros convida todos a uma visita para conhecer e investir nessa promissora cidade. Curta e contribua com o site enviando suas histórias, fotos e sugestões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here